TPE – Tensão Pré-Eleitoral

Escrevo dois parágrafos, paro, clico na aba do Twitter, abro video, compartilho, fecho, reviso duas laudas, fecho, abro a aba de portal de notícia, leio, Pesquisa só às 18h, fecho o portal, respondo e-mail, conversa no chat da firma, dois BOs resolvidos, respiro, tomo café, não, o café acabou, levanto, água no bule, o pó,…

Passarinho na nuca do malvado

Ele queria conversar. O livro na cesta do assento da frente foi pretexto. Me pediu pra ler. Estava em português. Desolé. Mas lembrei de um em francês na bolsa. Mostrei pra ele. Viu o título, Noirs dans les camps nazis, achou pesado — sem deixar, no entanto, de expressar sua repulsa aos nazistas e ao presidente brasileiro.…

É verdade este bilete

O dia não está instagramável. Flopou geral. Enfiou-se numa geladeira cósmica com a gente tudo dentro. Cenário e figurinos trabalhados no cinza chumbo, cinza melancolia, cinza depressão. Opa, freezando, antes de isso acabar numa urna funerária. É hora de puxar outro neologismo das entrelinhas, e photoshopar o ambiente pra seguir o dia e biscoitar algo…

Homens, homens, homens II

A pancadaria derrubou o apito final. Roubou dez minutos da partida. Mais chegados ao furor do que à ternura, os jogadores espalharam hematomas na polida tarde que afagava o Erondi Silvério, campo do Vasco da Gama Futebol Clube. Cobriram o sábado de socos e pontapés. E a torcida completou com uma barsa de palavrões. Pra…